Rotina do Farmacêutico Oncológico: avaliação das prescrições

Rotina do Farmacêutico Oncológico: avaliação das prescrições

ROTINA DO FARMACÊUTICO ONCOLÓGICO: no post de hoje o Lucas Baco aborda a avaliação das prescrições. Informação importante para quem deseja seguir nessa área na profissão.

R O T I N A: AVALIAÇÃO DA PRESCRIÇÃO
Esse item da rotina determina que todas as prescrições devem passar por rigorosa avaliação por parte do farmacêutico para confirmar a conformidade dos itens, isso deve ser documentado a fim de comprovação da efetiva realização.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A avaliação basicamente deve seguir o que determina a RDC 220/04 em seu Anexo III, item 5.2, sendo que, o responsável pela preparação deve avaliar a prescrição médica observando:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
✔ 5.2.1. Adequação da mesma aos protocolos estabelecidos pela EMTA;
✔5.2.2. Legibilidade e sua respectiva identificação de registro no CRM, conforme resolução do CFM.
✔5.2.3. Viabilidade, estabilidade e compatibilidade físico-química dos componentes entre si, antes da sua manipulação.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Cada serviço de oncologia deve padronizar (seguir, se orientar) protocolos quimioterápicos descritos na literatura, com base em evidências e estudos.

Exemplos:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
● MOC (Manual de Oncologia Clínica do Brasil);
● Oncologia Clínica (Sírio Libanês);
● Manual de Recomendações em Oncologia – IPE
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Com base nesses manuais, o farmacêutico poderá avaliar a indicação do protocolo (tratamento – doença), bem como, as doses e vias de administração prescrita.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A Equipe Multiprofissional de Terapia Antineoplásica (EMTA) é muito importante é nessas padronizações, falarei sobre ela em outro post. 😉 ⠀⠀⠀

 


Leia também: Registro de lotes utilizados na manipulação


 

 

Esperamos que estas orientações tenham ajudado você a entender melhor esse assunto tão importante na vida do paciente oncológico. Mas, não fique com dúvidas, a melhor maneira de entender é conversando com seu médico.

Aqui na Oncocentro damos suporte aos pacientes que buscam ter seus direitos assegurados. Estamos sempre atualizados e fazemos parte da SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica) que nos dá todo o suporte necessário.

Lucas Baco – Farmacêutico Responsável Técnico – Oncocentro 
CRF-RS 17351
Especialista em Oncologia – UFN
Pós-graduando em Farmácia Clínica e Hospitalar – Faculdade Unyleya

 

⠀⠀⠀⠀⠀

Sem comentários

Postar um comentário