(55) 3221-9000

Pembrolizumabe recebe duas novas aprovações no tratamento do câncer

Image

Pembrolizumabe recebe duas novas aprovações no tratamento do câncer

Recentemente, o anticorpo monoclonal anti-PD-1 pembrolizumabe recebeu duas aprovações para o tratamento do câncer. Em dezembro de 2018, a Food and Drug Administration (FDA) aprovou o uso do inibidor do checkpoint PD-1 no tratamento do Carcinoma de Merkel metastático ou inoperável. Um tumor raro de pele, com comportamento agressivo ligado à exposição à luz ultravioleta e ao poliomavírus de células de Merkel (MCPyV). Essa neoplasia é comum em pacientes entre 75 a 80 anos e imunossuprimidos, e se desenvolve nas células de Merkel localizadas na camada basal da epiderme.

A aprovação se deu com base no estudo KEYNOTE-017, primeiro a avaliar o uso de um anti-PD-1 em pacientes com carcinoma de Merkel avançado, sem tratamento sistêmico prévio.

Em fevereiro de 2019, foi à vez da a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que aprovou o pembrolizumabe para o tratamento adjuvante de melanoma, após ressecção cirúrgica. Esta aprovação foi baseada no estudo randomizado de fase III KEYNOTE-054, que avaliou o uso do medicamento em mais de 1000 pacientes com melanoma localmente avançado (estádio III) após serem submetidos à cirurgia com ressecção completa do tumor.

De acordo com os resultados obtidos, o uso de pembrolizumabe prolonga a sobrevida livre de progressão e a sobrevida global em pacientes com melanoma avançado. Num seguimento médio de 15 meses, foi associado a uma redução relativa de 43% no risco de recidiva ou morte quando comparado ao grupo de pacientes que recebeu placebo.

 

Saiba mais sobre os estudos de base nos links abaixo:

KEYNOTE-017

KEYNOTE-054

 

Fonte: MOC

 

 

Esperamos que estas orientações tenham ajudado você a entender melhor esse assunto tão importante na vida do paciente oncológico. Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

 

 

 

 

 

Dr. Carlos Felin – CRM 9751
Médico Oncologista – Diretor Técnico da Oncocentro