Certificação de Equipamentos e Ambientes

Certificação de Equipamentos e Ambientes

Aproveitando que hoje nossos dois fluxos e o ambiente de manipulação (sala) estão passando por certificação, resolvi falar um pouco sobre isso.

Os Serviços de Terapia Antineoplásica (STA) devem manter um cronograma de manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos, conforme determinam as normas brasileiras (RDC n°s 220 e 67). Essa rotina deve ser definida e executada pela EMTA, aqui no nosso serviço, o farmacêutico fica responsável por controlar todo esse processo.

A RDC 220/04 em seu anexo I, nos seguintes itens, define que:⠀⠀⠀⠀⠀
✔7.3. Todos os equipamentos devem ser submetidos à manutenção preventiva e corretiva, de acordo com um programa formal, obedecendo às especificações do manual do fabricante.

✔7.3.1. Deve existir registro por escrito das manutenções preventivas e corretivas realizadas.

✔7.4. A CSB deve ser validada com periodicidade semestral e sempre que houver movimentação ou reparos, por pessoal treinado, e o processo registrado.

O fator determinante para definir a periodicidade da certificação é a criticidade e o grau de risco do trabalho realizado.⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☆ Essa certificação tem o objetivo de controlar a performance e segurança da operação e corrigir qualquer desvio. Garantindo assim segurança ao manipulador, ao medicamento, ao paciente e, também, ao meio ambiente.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
☆ Outro fato importante é que a empresa que presta esse serviço (certificação/validação) deve atender à todos os requisitos da legislação e ser especializada nessa área, ou seja, tem que ser qualificada!

⠀⠀⠀
Fonte:

  • RDC 220/04 – RDC 67/07
  • I Consenso Brasileiro para Boas Práticas de Preparo da Terapia Antineoplásica (SOBRAFO)

 

Esperamos que estas orientações tenham ajudado você a entender melhor esse assunto tão importante na vida do paciente oncológico. Mas, não fique com dúvidas, a melhor maneira de entender é conversando com seu médico. Aqui na Oncocentro damos suporte aos pacientes que buscam ter seus direitos assegurados. Estamos sempre atualizados e fazemos parte da SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica) que nos dá todo o suporte necessário.

Lucas Baco – Farmacêutico Responsável Técnico – Oncocentro 
CRF-RS 17351
Especialista em Oncologia – UFN
Pós-graduando em Farmácia Clínica e Hospitalar – Faculdade Unyleya

 

Sem comentários

Postar um comentário