Agrotóxicos e câncer

Agrotóxicos e câncer

Você sabia que cerca de 80% dos casos de câncer estão relacionados à exposição a agentes presentes nos ambientes onde se vive? 

Pois é. Já está comprovado cientificamente que a exposição a agentes químicos, físicos e biológicos – utilizados em ambientes de trabalho e seu entorno – causa diversos tipos de câncer.

Estimativas mostram que 10,8% dos casos de câncer em homens e 2,2% em mulheres surgem em função de fatores relacionados ao local de trabalho. 

Por isso, é essencial que profissionais de saúde atuantes na rede de atenção aos pacientes oncológicos perguntem a eles sobre as exposições ocupacionais, a fim de se estabelecer uma possível associação entre o ambiente de trabalho e o câncer. 

É importante, ainda, ressaltar que, na perspectiva do risco de câncer, a melhor forma de prevenção é evitar a exposição – uma vez que não existem limites de frequência ou de intensidade seguros para a exposição às substâncias cancerígenas.

Cuide-se e conte conosco! 

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (INCA)

📌 R. José Bonifácio, 2355 – Policlínica do HCAA – 11º andar sala 1101 – Santa Maria /RS
🌐 www.oncocentrosm.com.br
📞 (55) 3221-9000

#oncocentro #oncologia #câncer #agrotóxicos #santamariars

 

Há décadas, a Oncocentro está sempre do seu lado para ajudar na prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer.

José Bonifácio, 2355, sala 1101 da Policlínica do HCAA
Santa Maria /RS
[email protected]
(55) 3221-9000

Os textos publicados em nosso Blog têm caráter informativo e suas informações não substituem a consulta com especialistas. Para mais informações sobre o tema, entre em contato com um médico e tire suas dúvidas.

Esperamos que estas orientações tenham ajudado você a entender melhor esse assunto tão importante na vida do paciente oncológico.

Mas, não fique com dúvidas, a melhor maneira de entender é conversando com seu médico. Aqui na Oncocentro damos suporte aos pacientes que buscam ter seus direitos assegurados.

Estamos sempre atualizados e fazemos parte da SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica) que nos dá todo o suporte necessário.

 

Sem comentários

Postar um comentário